passaTEMPO

Photobucket

Passaram por aqui

quarta-feira, 30 de março de 2011

Para Q...?

do poeta J.C. Brandão,
lá tem estas preciosidades!


10 comentários:

myra disse...

bm dia, lindo coraçao, lindo poema vou visitar o poeta!
beijos

Sam disse...

talvez para serem ditas, compreendidas sem serem ditas.

Que beleza. Conheço esse querido. É mesmo genial.

Obrigada Tonho por sua presença no arena das cronicas.
Meu beijo e carinho.

Adriana Godoy disse...

O JC é uma preciosidade. Sou assídua leitora de seu blog. Parabéns pela escolha! Beijo

R.B.Côvo disse...

Fica a pergunta. Abraço.

Noslen ed azuos disse...

amor,é para q falar se os gestos já dizem naturalmente.

bonitas palavras!

aração
ns

Lara Amaral disse...

Eu também gostei muito desse poema, é um dos meus preferidos do José Carlos Brandão. Publiquei-o no meu facebook também.

Beijo.

Raíz disse...

Que bom, Tonho, homenagear essa estrela de primeira grandeza que é o José Carlos Mendes Brandão.

A poesia dele é sempre limpa, pura e linda.

Vê como para ele não precisa representar "AMOR" com palavras, mas com gestos, com a PRESENÇA do AMOR!

E isto é lindo!

Obrigada, TONHO!

Beijos

Mirze

Adriana Karnal disse...

vale o post mesmo //tonho, e a recomendação,é lindo o poema. Meu pai também era assim- o amor por trás da face do pai.

Sylvio de Alencar. disse...

Que linda poesia Tonho!
Nos lembramos imediatamente de nossos pais, mesmo que os que tivermos tido nada tenha a ver com esse da poesia.
No meu caso, tive um pai cardiológicamente silencioso...
Uma pena: mas, pai é pai!

Grande Abraço!!

Marcos Satoru Kawanami disse...

meu pai também...